Torne os exercícios divertidos

Um de meus grandes problemas com execícios físicos é a chatice, o tédio. Talvez seja trauma de ouvir aqueles gritos do tenente incentivando a tropa, ver os outros correndo como se fosse fácil e eu quase botando o coração pela boca já nos primeiros quarteirões. Eu tentava me distrair com tudo que via, as letras das canções, a cor do céu, o cardápio do almoço. Mas nada funcionava e, momentos depois, já me encontrava olhando para o chão, contando os metros para a linha de chegada. Com um T bem grande pra você.

Mas, por um motivo ou outro, exercícios são necessários. Se pudesse escolher, provavelmente faria mais dos coletivos, como futebol ou vôlei, ou simplesmente tênis. Mas a infra-estrutura requerida não é irrelevante, principalmente em cidades grandes, e juntar os participantes também não é uma tarefa fácil. No fim, acabo tendo que preencher os exercícios com monótonas corridas, tediosas caminhadas e intermináveis nadadas.

Hoje, meu webmail sugeriu um link interessante, com o título “How to Make Exercise Fun“. São dicas para combater o tédio que tanto assombra os exercícios repetitivos. Nada surpreendente, apenas algumas dicas para ajudar. Vou pregar uma lista traduzida aqui, mas vale a pena ler as descrições no site:

  1. Adicione um amigo;
  2. Exercícios em grupo;
  3. Jogue algo;
  4. Audio books e podcasts;
  5. Tênis novos;
  6. Acumule estatísticas;
  7. Varie;
  8. Meça, não pese;
  9. TV, vídeos e música;
  10. Relaxe.
Esta entrada foi publicada em etc. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

2 respostas a Torne os exercícios divertidos

  1. eduardo del valle disse:

    Gostei particularmente desse lance do podcast. Ainda não tenho mp3 player, e tenho medo de sair com Nano da Tuca na rua. Mas quando tiver tempo de fazer caminhadas ou corridas novamente, não vou precisar de tênis nem de roupas, só de um mp3 player chinês e dúzias de pod casts, sobre fórmula 1, aviação, e os podcasts do Economist, que são muito legais.
    abração

  2. Valesi disse:

    Já faço isso, e realmente dá um sentido de utilidade à tua corrida. Agora, Mr. Beudo, sugiro que segure o MP3 na mão. Porque nu e descalço (não vou precisar de tênis nem de roupas), a outra opção deve ser bem desconfortável…

    Abraços.

Deixe uma resposta