Preservar a revolução

Como preservar a revolução sem criar uma nova ditadura? Acho que esse é o desafio da maioria das revoluções. Ando meio desligado do noticiário, mas parei hoje para ler essa história do Egito. Incrível, o presidente baixou um decreto se dando super poderes, que não podem ser revogados por nenhuma côrte.

A justificativa é a defesa da revolução. O presidente pode tomar qualquer medida a fim de protegê-la e ninguém pode questionar. Acho que já vimos essa história antes.

É amargo e sofrido o processo de evolução de um povo. Os caras acabaram de sair de uma ditadura de décadas do Mubarak. Quando houve a primavera árabe, sabíamos que os muçulmanos poderiam se assanhar, mas havia esperança. O problema da religião islâmica é que ela não é muito compatível com o Estado laico. Se os caras tomam o poder, eles procuram garantir que o país se tornará uma república islâmica e ficará assim para sempre.

Agora, ao que parece, lá vai mais um país árabe reiniciar o ciclo de conflitos civis, desrespeito de minorias e violência.

Esta entrada foi publicada em etc. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta